sábado, 7 de outubro de 2017

Velório é Dia estranho

Velório é sim... Dia estranho. 
Você está naquele instante do tempo onde todos os sentimentos coabitam, encontrei minhas irmãs, encontrei meus primos e primas, alguns parentes que não conhecia ou até não lembrava, os abraços e sentimentos todos à flor da pele, encontrei um companheiro veterano PE que sempre são boas companhias aliviam o estresse com historias da caserna, meu primo Serrinha que não via a muito tempo e conseguimos conversar, ah encontrei claro crianças que me chamam de Papai Noel e indagações de adultos ' Velório é Dia estranho, você está naquele instante do tempo onde todos os sentimentos coabitam, encontrei minhas irmãs, encontrei meus primos e primas, alguns parentes que não conhecia ou até não lembrava, os abraços e sentimentos todos à flor da pele, encontrei um companheiro veterano PE que sempre são boas companhias aliviam o estresse com historias da caserna, meu primo Serrinha que não via a muito tempo e conseguimos conversar, ah e claro não faltou crianças hoje na rua e durante o velório que reconheceram em mim o velhinho que tanto amam, e pude conversar com elas também, uma delas até foto para mostrar tinha e também as indagações dos adultos com 'você está parecendo Papai Noel' . Também tive o meu momento de velar minha prima, esperei um momento em que ninguém estava próximo, peguei uma cadeira, como se estivesse lá em casa dela e coloquei próximo ao caixão, me sentei, peguei em sua mão gelada e orei da maneira mais gostosa que jamais fiz, conversei, aconselhei, intercedi, ficamos um bom momento em que parecia que só nós dois estávamos ali e era o que importava sob olhares de curiosos pela atitude inesperada, mas me senti otimamente bem. Os dias é quem vão ditar este rompimento, pois quem vai responder o waths da coisas que enviava a ela, das nossas verdadeiras discussões filosofias, politicas e religiosas, principalmente nestes últimos tempos em meio a tantas coisas que lhe aconteceram.Cada um de nós recebe o luto de uma maneira, onde absorve ou é absorvido, por isso rogo a Deus que ofereça força ao esposo, ao filho, nora e netos, aos irmãos, família e amigos. E claro depois, eu fico a pensar no meu, como será? virão parentes? virão amigos?alguém sentirá falta ?

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

4 Remédios caseiros para esporão no calcanhar

A tintura de ervas preparada com 9 plantas medicinais e álcool, assim como o escalda pés com sais de Epsom ou a compressa de espinafre são excelentes formas caseiras de desinflamar a região afetada e aliviar a dor do esporão.
No entanto, a melhor forma de tratar o esporão no calcanhar, além de fazer a cirurgia, é diminuir o peso do corpo sobre ele. Para tal, deve-se usar sapatos maleáveis e confortáveis, assim como utilizar uma palmilha específica para esporão de calcâneo, que pode ser comprada na farmácia e que tem uma abertura que deve ser colocada na área onde está localizado o esporão, fazendo com que este não toque no sapato.
4 Remédios caseiros para esporão no calcanhar

1. Tintura de 9 ervas

Essa tintura de ervas pode ser feita em casa e é muito fácil de usar, contendo 9 plantas com forte poder anti-inflamatório que ajudam a reduzir o inchaço em volta do esporão e aliviar o desconforto.
Ingredientes
  • 2 litros de álcool
  • 1 colher (de chá) de manaka
  • 1 colher (de chá) de mirra
  • 1 colher (de chá) de panaceia
  • 1 colher (de chá) de sene
  • 1 colher (de chá) de angélica
  • 1 colher (de chá) de açafrão
  • 1 colher (de chá) de ruibarbo
  • 1 colher (de chá) de aloe vera
  • 1 quadradinho de cânfora
Modo de preparo
Misture todos os ingredientes e coloque num recipiente de vidro de cor escura, como numa garrafa de cerveja ou de vinho bem fechada e guarde dentro de um armário limpo, protegido da luz. Deixe marinar durante 20 dias, e mexa 1 vez por dia. Após esse período coe e a tintura está pronta para ser utilizada.
Para usar, basta molhar uma gaze ou pano limpo nessa tintura de ervas e colocar no pé. Enfaixe o pé para que a planta do pé fique em contato com o produto durante toda a noite. 

2. Escalda pés com sais de Epsom

Os sais de Epsom são facilmente encontrados nas farmácias e drogarias e é um bom remédio caseiro para combater a dor nos pés porque contém sulfato de magnésio, uma substância que tem ação analgésica e anti-inflamatória.
Ingredientes
  • 2 colheres de sais de Epsom
  • 1 balde com água morna
Modo de preparo
Misture os sais na água morna e deixe os pés de molho durante 20 minutos ou até a água esfriar.
4 Remédios caseiros para esporão no calcanhar

3. Tintura de caroço de abacate

Essa tintura é fácil e econômica sendo muito eficaz no alívio da dor.
Ingredientes
  • Caroço de 1 abacate
  • 500 ml de álcool
  • 4 pedrinhas de cânfora
Modo de preparo
Rale o caroço de abacate e adicione ao álcool juntamente com a cânfora e deixe numa garrafa escura durante 20 dias. Mexa diariamente e depois molhe um pano ou gaze nessa tintura e aplique na região dolorida, deixando atuar durante toda a noite.

4. Compressa de espinafre

O espinafre é um ótimo remédio caseiro para diminuir as dores causadas pelo esporão de calcâneo, pois tem neoxantina e violaxantina que têm forte ação anti-inflamatória, ajudando a diminuir a dor.
Ingredientes
  • 10 folhas de espinafre
Modo de uso
Corte o espinafre e amasse-o bem, coloque sobre o local do esporão e prenda com uma gaze. Deixe agir por 20 minutos e lave a seguir com água morna.

7 Formas de tratar o Esporão do Calcanhar



O tratamento para esporão no calcanhar ajuda a aliviar os sintomas de dor e dificuldade para caminhar provocados pela fricção do esporão na fáscia plantar, sendo, por isso, recomendado utilizar sapatos macios com palmilha ortopédica para apoiar melhor o pé e evitar que o esporão provoque pressão excessiva, aliviando a dor.
Confira tudo o que você pode fazer para aliviar a dor do esporão:

1. Alongamentos

Podem ser utilizados alguns exercícios de alongamento da fáscia plantar, como puxar os dedos do pé para cima durante 20 segundos ou rolar o pé em cima de uma bola de tênis, para melhorar a elasticidade da fáscia e evitar que ela fique presa no esporão, aliviando a dor.

2. Remédios

Quando a dor demora para passar é recomendado consultar um ortopedista para prescrever remédios anti-inflamatórios, como Acetaminofeno ou Naproxeno, que reduzem a inflamação no local do esporão, facilitando o caminhar e o alívio mais rápido na dor. Remédios caseiros.

3. Massagem

Para massagem no pé podem ser utilizados um bom creme hidratante para os pés ou óleo de amêndoa doce. A própria pessoa pode massagear seu pé, mas é mais relaxante quando outra pessoa realiza a massagem.
Você também pode usar pomadas como Cataflan, Remongel, Calminex ou Voltaren para massagear a planta do pé diariamente após o banho ou deixar o pé de molho na água fria, por exemplo. Na farmácia de manipulação também é possível encomendar uma pomada anti-inflamatória que possa aquecer ao ser aplicada diariamente.

4. Palmilha

Usar uma palmilha de silicone é uma boa estratégia para diminuir a pressão do peso do corpo sobre a região dolorida. O ideal é que seja utilizada uma palmilha que tenha um 'buraco' exatamente no local onde se localiza o esporão porque assim toda a planta do pé fica bem apoiada e a região dolorida não fica em contato com a palmilha, nem o sapato.
Exercício de alongamento do péExercício de alongamento do pé
Massagem na planta do péMassagem na planta do pé

5. Fisioterapia 

A fisioterapia para esporão do calcanhar inclui o uso de eletroterapia e aplicação de gelo, para reduzir a inflamação dos tecido em redor do esporão, aliviando a dor ao caminhar. Alguns exemplos do que se pode fazer na fisioterapia são:
  • Ultrassom com gel neutro ou com propriedade anti-inflamatória;
  • Laser para ajudar a desinflamar e cicatrizar os tecidos inflamados;
  • Técnica de crochetagem ou de massagem transversa profunda que podem causar algum desconforto, mas libera a fáscia;
  • Uso de uma tala noturna no pé, que imobiliza o tornozelo e alonga a fáscia plantar.
A fisioterapia pode ser realizada de 3 a 4 vezes por semana, até a eliminação dos sintomas.

6. Acupuntura

As agulhas usadas na acupuntura também são uma boa forma de tratamento alternativo. Cada sessão pode ser feita 1 vez por semana e traz alívio e controle da dor.

7. Cirurgia 

A cirurgia para esporão no calcanhar é utilizada nos casos mais graves para liberar a fáscia plantar e remover o esporão, aliviando definitivamente a dor. No entanto, sendo uma cirurgia, existem alguns efeitos colaterais que podem surgir, especialmente formigamento na região do calcanhar.
Após a cirurgia, para evitar complicações, é recomendado manter o repouso durante, pelo menos, 2 semanas e manter o pé elevado com almofadas para que esteja acima do nível do coração, evitando que fique inchado e atrase a cicatrização. Além disso, só se deve começar a colocar peso sobre o calcanhar após indicação do médico, devendo-se começar a caminhar com o auxilio de muletas. Veja como usar em: Como usar muletas corretamente.

Esporão tem cura?

Uma vez que se formou o esporão nenhum tratamento será capaz de o eliminar completamente e por isso é comum que a dor surja de tempos em tempos, sempre que a pessoa se descuida e usa sapatos muito duros ou fica muito descalço, passando muitas horas do dia de pé. A única forma de eliminar essa formação óssea é através de cirurgia, onde o osso pode ser raspado pelo cirurgião. No entanto, se os fatores que levaram ao desenvolvimento do esporão não forem solucionados, ele poderá voltar a aparecer.

Sintomas e Como identificar o Esporão no Calcanhar



O esporão no calcanhar consiste em um acúmulo excessivo de cálcio debaixo do pé, que provoca o desenvolvimento de uma pequena saliência óssea que causa muita dor no calcanhar especialmente ao acordar, quando a pessoa levanta da cama. Esse pequeno ossinho se forma devido ao aumento da tensão da fáscia plantar, que é um tecido que recobre os tendões na planta do pé.
O único sintoma é a dor na sola do pé, na região onde o osso se forma, que é uma dor aguda, em forma de pontada. A dor piora quando se caminha, corre ou salta por exemplo, voltando a desaparecer depois de estar algum tempo em repouso.
A dor provocada pelo esporão no calcanhar pode ser aliviada através de tratamentos simples, que incluem o uso de palmilhas ortopédicas ou alongamentos do pé, ou com tratamentos com fisioterapia ou mais complexos, como cirurgia para remover o esporão.
Sintomas e Como identificar o Esporão no Calcanhar
Sintomas e Como identificar o Esporão no Calcanhar

Como saber se é esporão

O ortopedista ou fisioterapeuta poderão desconfiar que se trata de um esporão pelos sintomas característicos que a pessoa apresenta, mas o exame de raio-X é essencial para observar a formação deste pequeno ossinho no calcanhar.

O que fazer em caso de esporão no calcanhar

O que se deve fazer em caso de dor provocada por um esporão no calcanhar é repousar o pé para aliviar a a dor. Porém, caso a dor se mantenha por mais de 15 minutos, outra boa dica é colocar uma compressa gelada no calcanhar, pois vai ajudar a reduzir rapidamente a inflamação, aliviando a dor.
Mergulhar o pé num balde ou bacia com água fria e cubinhos de gelo também é uma excelente alternativa caseira para diminuir a dor. A seguir você pode massagear toda a sola do pé com um creme hidratante ou óleo de amêndoa doce, insistindo na região mais dolorida.
Aposte nos calçados mais confortáveis e se possível faça alongamentos com a perna e o pé diariamente. Veja todos os tratamentos disponíveis e quando fazer em: Tratamento para esporão do calcanhar.

O que causa esporão no calcanhar

O esporão no calcanhar surge devido ao acúmulo de cálcio debaixo do pé ao longo de vários meses, que pode acontecer devido ao excesso de pressão sobre o mesmo local e principalmente devido ao aumento da tensão sobre a fáscia plantar, que é um tecido que liga o osso do calcanhar aos dedos.
Assim, o esporão é mais comum em pessoas que praticam corrida mas que usam tênis muito duros nos treinos ou competições, e também em pessoas que praticam atividades que incluam saltar constantemente, como é o caso da ginástica artística ou rítmica.
No entanto, outros fatores de risco incluem:
  • Ter o arco do pé muito alto;
  • Correr em superfícies muito duras como o asfalto sem o tênis adequado;
  • Utilizar sapato duros e caminhas durante muitas horas durante o trabalho, por exemplo;
  • Ter excesso de peso.
Estes fatores de risco aumentam a quantidade de pressão sobre o calcanhar e, por isso, podem levar a lesões que facilitam a formação do esporão. 

Gota




A gota ou artrite gotosa, chamada popularmente de reumatismo nos pés, é uma doença inflamatória causada pelo excesso de ácido úrico no sangue que causa muita dor nas articulações. Os sintomas incluem o inchaço, a vermelhidão e a dor ao movimentar uma articulação, sendo que a mais afetada, geralmente, é a do dedão do pé, que fica dolorido, principalmente ao caminhar.
As crises da gota têm cura, que pode ser alcançada com a alimentação para reduzir os níveis de ácido úrico no sangue e o uso de medicamentos anti-inflamatórios para controlar a dor e a inflamação, como o Ibuprofeno, o Naproxeno ou a Colchicina. No entanto, é importante controlar os níveis de ácido úrico no sangue para evitar que aconteçam crises de gota e que surjam complicações que são irreversíveis, como deformações nas articulações, em forma de blocos.
Acúmulo de cristais de urato na articulaçãoAcúmulo de cristais de urato na articulação
Para controlar os níveis de ácido úrico no sangue, o reumatologista pode indicar o uso de remédios para bloquear a produção de ácido úrico, como o Alopurinol, ou remédios para ajudar os rins a eliminar o ácido úrico pela urina, como a Probenecida.
A gota é causada pelo excesso de ácido úrico no sangue que se acumula formando cristais de uratose no sangue e é eliminado pela urina, porém, quando o corpo produz muito ácido úrico ou os rins eliminam pouco ácido úrico, ele pode se acumular nas articulações, formando cristais de urato que originam a gota.

Dieta para Gota

A dieta para gota ajuda a tratar as crises de gota e a evitar novas crises, pois ajuda a normalizar os níveis de ácido úrico no sangue. Desta forma, o indivíduo deve diminuir ou evitar a ingestão de alimentos ricos em proteínas, como queijo, lentilhas, soja, carnes vermelhas ou frutos do mar, pois eles aumentam os níveis de ácido úrico no sangue e ingerir cerca de 2 a 4 litros de água por dia, pois a água ajuda a remover o excesso de ácido úrico pela urina.
Saiba quais os alimentos que deve ou não comer na gota no vídeo a seguir:
Imagem ilustrativa do vídeo: Alimentação para GOTA

Tratamento para Gota

O tratamento para as crises de gota envolve remédios anti-inflamatórios, como Ibuprofeno ou Naproxeno, por exemplo, para aliviar a dor e a inflamação da articulação. Outro remédio anti-inflamatório muito utilizado para controlar a dor e a inflamação é a Colchicina, que atua também ao nível do ácido úrico.
Os remédios corticoides, como a Prednisona, também podem ser usados para tratar a dor e a inflamação da articulação, mas, normalmente, só quando o indivíduo não pode tomar os outros anti-inflamatórios.
Além destes remédios, o reumatologista também pode prescrever remédios para controlar os níveis de ácido úrico no sangue para evitar novas crises e prevenir complicações, como o Alopurinol ou a Probenecida.

Sintomas e fotos da Gota

Os sintomas da gota incluem:
  • Dor intensa na articulação que dura alguns dias e piora ao movimento;
  • Articulação quente, dolorida e avermelhada.
A dor intensa na articulação, geralmente, dura cerca de 12 a 24 horas, no entanto, após a dor, o indivíduo pode sentir desconforto na articulação afetada, principalmente ao mover, que pode durar alguns dias a semanas.
Gota no dedão do pé e tornozeloGota no dedão do pé e tornozelo
Gota nos dedos da mãoGota nos dedos da mão

Causas da Gota

A gota é causada pelo acúmulo de cristais de urato na articulação, que se formam devido ao excesso de ácido úrico no sangue. O excesso de ácido úrico no sangue pode ser causado por:
  • Ingestão inadequada de medicamentos;
  • Uso exagerado de diuréticos;
  • Abuso do álcool;
  • Consumo exagerado de alimentos ricos em proteínas, como as carnes vermelhas, miúdos, frutos do mar e leguminosas, como ervilhas, feijão ou lentilha;
  • Diabetes;
  • Hipertensão arterial não controlada;
  • Arteriosclerose.
Além disso, indivíduos com histórico familiar de gota têm mais probabilidade de desenvolver esta doença.
Veja um ótimo tratamento natural para gota em: Remédio caseiro para gota.

Doença de Sever - Sintomas e Tratamento

Doença de Sever - Sintomas e Tratamento

A doença de Sever é caracterizada pela dor no calcanhar devido a uma lesão na cartilagem entre as duas partes do calcanhar causando dor e dificuldade em caminhar. Essa divisão do osso do calcanhar encontra-se presente nas crianças entre os 8 e 16 anos, principalmente nas que fazem exercícios como ginástica olímpica e bailarinos que fazem muitos saltos com aterrizagem repetitiva.
Apesar da dor também ser no calcanhar ela é mais frequente na parte posterior do pé do que na parte debaixo.
Raio X do pé evidenciando a doença de SeverRaio X do pé evidenciando a doença de Sever

Sintomas da Doença de Sever

A queixa mais frequente é a dor em toda a borda do calcanhar, que faz com que o paciente passe a apoiar mais o peso do corpo na parte lateral do pé. Inchaço e ligeiro aumento da temperatura também são sinais desta doença.
Para identificar a doença de sever recomenda-se o exame clínico por parte do ortopedista e do fisioterapeuta, caso seja necessário pode-se recomendar os exames que detectam a doença de Server, que são o Raio-x e a Ultra Sonografia.

Como Tratar a Doença de Sever

Para tratar a doença de Sever a fisioterapia é a ciência mais indicada. Através das sessões de fisioterapia o paciente poderá diminuir a inflamação e a dor local, melhorando a tonicidade dos músculos da perna e a propriocepção.
O alongamento da panturrilha, do tendão de Aquiles e da fascia plantar é importante e é importante evitar andar descalço. O uso de palmilhas é também uma das opções para potencializar o tratamento mas em alguns casos o médico pode indicar a necessidade de colocar uma tala para imobilizar o pé durante a noite.
Saiba mais sobre como é feito o tratamento deste problema.

Deformidade de Haglund

Deformidade de Haglund




A deformidade de Haglund é a presença de uma pontinha óssea na parte superior do calcâneo que facilmente leva à uma inflamação nos tecidos à sua volta, entre o calcanhar e o tendão de Aquiles. Esta bursite é mais comum em mulheres jovens, principalmente por causa do uso de sapatos altos apertados, embora também possa se desenvolver nos homens. A doença evolui e torna-se mais dolorosa devido ao uso constante de sapatos duros que comprimam ou pressionem a ligação entre o calcanhar e a batata da perna.

Como identificar a deformidade de Haglund

Identifica-se facilmente a deformidade de haglund quando aparece uma mancha avermelhada e inchada, dura e bastante dolorosa na parte de traz do calcanhar.

Como tratar a deformindade de Haglund

O tratamento para a deformidade de Haglund baseia-se no uso de técnicas de fisioterapia como o uso de aparelhos como ultra-sons e laser, por exemplo. O uso de bolsas de gelo é também uma das maneiras de diminuir a dor e a inflamação local, embora alguns indivíduos sintam-se melhor com o uso de bolsas de água quente, especialmente se a doença for crônica.
Além disso é necessário que o paciente tenha bons hábitos e não use sapatos apertados, de salta alto ou com a sola muita dura, sendo o mais confortáveis possíveis.